Padre Marcos apresenta tema da CF 2015 na Câmara Municipal

março 5, 2015 No Comments

O pároco e reitor do Santuário do Sagrado Coração de Jesus, em Vera Cruz, Pe Marcos Ortega, esteve na Câmara Municipal, nesta quarta-feira, 04/03, para a apresentação do tema da Campanha da Fraternidade 2015.

Pe Marcos esteve acompanhado da equipe responsável pela realização da Campanha em Vera Cruz: Elen Aparecida dos Santos, Marcos Ferreira, Eliana Mihara. Estavam presentes à Sessão os vereadores Marcos Codonho, Joel Benavides, José Carlos Doti, Marcos Ferreira, Evandro Nereu Gimenez e Eduardo Zompero Dias.

 O presidente da Câmara, Evandro Gimenez, iniciou a sessão dizendo que a Campanha da Fraternidade faz parte do calendário municipal, e convidou os vereadores, autoridades e membros da equipe da CF do Santuário para compor a mesa. Na sequência foi apresentado o hino o da CF 2015.

 Eliana Mihara explicou o significado do cartaz que mostra a foto do Papa Franscisco beijando os pés de um fiel durante a quinta feira santa de 2014, gesto que significa servir ao próximo, e falou sobre os objetivos específicos da campanha.

Elen Santos explicou que a CF tem três momentos: o ver, o julgar e o agir. Ela explicou a parte histórica, a reforma protestante, a dimensão missionária e a evangelização durante a colonização do Brasil.  Disse que surgiram novos desafios para se evangelizar, quando então foi criada a CNBB, em 1962, para ajudar em meio às mudanças na sociedade. Citou pastorais da Igreja que já ajudam na sociedade, como a pastoral da criança, pastoral carcerária, entre outras. Falou do serviço da Igreja em prol da sociedade, citou o exemplo sobre projetos de lei com base na campanha de anos anteriores, como o saúde mais dez que quer destinar 10% da receita bruta para a saúde.

Marcos Ferreira falou sobre o tópico julgar. Destacou que Jesus veio ao mundo aliviar o fardo dos necessitados. Ele acolhia os excluídos, doentes, mulheres e crianças. Usou a sua autoridade para servir e elevando o próximo que era marginalizado. Falou do discípulo Paulo que era missionário sem se esquecer das suas raízes do povo. A Igreja é perita em humanidade, ela se põe a serviço do ser humano, optou por eles, principalmente pelos mais pobres. Disse, ainda, que a família é a primeira escola das virtudes sociais.

Padre Marcos usou a palavra para falar que a Igreja quer dialogar melhor com as diversas partes da sociedade: família, escolas, poderes públicos etc. Explicou que os valores da sociedade mudaram e o que era valor antes agora não é mais. Falou sobre a revolução digital em que estamos inseridos. Muita informação e pouca capacidade de absorção delas, uma carga grande de informações e pouca formação. A Igreja quer ajudar a sociedade para incluir os marginalizados, minorias, aqueles que não têm uma mesa digna para se alimentar.

O sacerdote falou também sobre a falta de água que hoje aflige muitas pessoas, comentou sobre a má qualidade da saúde pública e a necessidade de se  recuperar os valores que se perderam com o tempo. “A igreja quer salvaguardar o ser humano. A Igreja quer encontrar caminhos para a família e para a sociedade. O mundo está crescendo de forma desordenada e não se formando, mas deformando. Papa João Paulo II disse que pelo diálogo podemos respeitar o próximo, sua cultura, suas ideias e modo de viver”, destacou Pe Marcos.

O vereador Marcos Codonho usou a palavra dizendo que a Igreja somos nós, que unidos podemos melhorar a sociedade com ações concretas, por exemplo, ajudar na limpeza pública, ações sociais como doação voluntária de sangue, repeitar e zelar pelos bens públicos. Colaborar para ajudar aos outros, em conjunto servir e ser solidário.

O presidente da Câmara, Evandro Gimenez, encerrou a sessão solene agradecendo a presença de todos.

A CAMPANHA

A CF 2015 teve início na Quarta-feira de Cinzas, 18/02, e tem como tema “Fraternidade: Igreja e Sociedade”, e lema “Eu vim para servir”.

A Campanha tem a proposta de recordar a vocação e missão de todo o cristão e das comunidades de fé, a partir do diálogo e colaboração entre Igreja e Sociedade, propostos pelo Concílio Ecumênico Vaticano II.

A CF visa despertar e nutrir o espírito comunitário e a verdadeira solidariedade na busca do bem comum educando para a vida fraterna, a justiça e a caridade, exigências éticas centrais do Evangelho.  Os cristãos são presença do Evangelho na sociedade e a lógica do serviço coloca a religião como instrumento de construção de uma nova sociedade.

Durante a Campanha da Fraternidade, vários temas serão trabalhados junto à comunidade.

Sobre o Cartaz CF 2015 

O cartaz da Campanha da Fraternidade 2015 retrata o Papa Francisco lavando os pés de um fiel na Quinta-feira Santa de 2014. A Igreja atualiza o gesto de Jesus Cristo ao lavar os pés de seus discípulos. O lava-pés é expressão de amor capaz de levar a pessoa a entregar sua vida pelo outro. E com este amor que todo ser humano é amado por Deus em Jesus Cristo. Ao entregar-se à morte na cruz e ressuscitar, como é celebrado na Páscoa, Jesus leva em plenitude o Eu vim para servir (cf. Mc 10,45).

A Igreja Católica, através de suas comunidades, participa das alegrias e tristezas do povo brasileiro. O Concílio Vaticano II veio iluminar a missão evangelizadora da Igreja. Evangelizar pelo testemunho, dialogando com as pessoas e a sociedade. No diálogo, a Igreja (as comunidades) está a serviço de todas as pessoas. Ao servir, ela participa da construção de uma sociedade justa, fraterna, solidária e pacífica. No serviço, ela edifica o Reino de Deus.

Pastoral da Comunicação – Pascom

Vera Cruz/SP

sscjesus.paroquia.net.br

Missas ao vivo:

Domingos, às 19h00 – Internet e Onda Mix FM – 105,9

(14) 3492 1674

 

Fotos, Notícias

Comente!